Electricidade Estática

Uma das muitas pequenas coisas que me chateiam.
Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

A propósito de nada em especial...

...hoje lembrei-me disto.

 

Uma memória gravada numa aula de Literatura, há 10 anos.

 

"Por fim saímos da água e os deuses olharam-nos, humilhados na sua inutilidade. Uma nova raça divina erguia-se em nós. Poderosos, imensos. Trazíamos uma mensagem dos confins das eras, a Terra esperava-nos. Trazíamos a notícia de um corpo incorruptível e perfeito.
- Jura-me que nunca hás-de envelhecer - disse-te.
- Juro.
- E que nunca hás-de morrer.
- Sim.
- E que a beleza estará sempre contigo. E a glória. E a paz.
- Juro.
Então baixei-me ao rio e trouxe água nas mãos em concha. E derramei-ta na cabeça imensamente. E disse, e disse
- Eu te baptizo em nome da Terra, dos astros e da perfeição.
E tu disseste João sacrílego. E eu disse agora podemo-nos vestir."

Vergílio Ferreira, Em Nome da Terra

 

Leio pouco em português. Devia ler mais. E escrever (ainda me lembro como isso se faz?)

 

Tenho de gravar mais memórias destas :)

.:. Patricia às 23:49
link | comentar | ver comentários (1)

Contacto

E-mail


Twitter


Facebook


Formspring.Me

Ultimamente

Primavera

Perguntem...

A propósito de nada em es...

Isto anda assim...

Mais de uma semana depois...

Isto acabou de me acontec...

A verdade.

A Prova dos Nove

A homossexualidade não é ...

A selva.

Pesquisa

 

Há mais tempo

Março 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Todos os dias

Subscrever

Estatísticas