Electricidade Estática

Uma das muitas pequenas coisas que me chateiam.
Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

A selva.

Desde que existe o Cartão Zon que ir ao cinema nas Amoreiras se tornou um suplício.


Juntem os bilhetes à borla com o estacionamento à borla e aquelas salas outrora sossegadas e civilizadas transformam-se num viveiro de animais que só agora é que descobriram o cinema e não sabem muito bem o que é que aquilo é nem para que serve.


As salas a abarrotar de gente que pura e simplesmente não se sabe comportar torna a experiência (que ok, foi barata, leve 2 pague 1) numa tortura que só me faz desejar ter pago 6 € para ir ao Monumental ou ao El Corte Inglés (ou 12 €, neste caso, para compensar a dona do cartão, que não sou eu).


Aqueles selvagens conversam como se estivessem em casa, atendem o telemóvel (depois de tocar uns bons 2 ou 3 minutos), dão pontapés nas cadeiras e comem pipocas de boca aberta - precisam sempre de chacoalhar o balde à procura da pipoca perfeita. Para além de que entram na sala depois de o filme ter começado, e novamente depois de ter recomeçado após o maldito intervalo.

Felizmente as vantagens do cartão Zon estão a ficar cada vez menos apetecíveis. Primeiro davam o bilhete de borla. Depois só davam um de borla na compra de outro a preço de 2ª feira. Agora só é um de borla na compra de outro a preço normal. Eu tenho esperanaça que, mais semana menos semana, a "vantagem" do cartão Zon seja do género "pague 3 e leve 2" a ver se aquela gente fica definitivamente em casa a ver os filmes pirateados do Demonoid.

Se alguém que me lê frequenta as Amoreiras (ou as salas Lusomundo em geral, quer-me parecer):


- Não falem durante o filme (é um conceito difícil de entender, eu sei, mas pronto, no cinema está-se em silêncio)
- Entrem antes de o filme começar, ou não entrem.
- Párem quietos com as pernas ou troquem de lugar comigo para ser eu a pontapear-vos as costas o resto do filme.
- Tirem o som ao telemóvel, e mesmo que o toque não se ouça, não atendam as chamadas!
- Comam as pipocas de boca fechada e tirem-nas do balde sem parecer que estão a tocar maracas.
- Se o que querem é estar na marmelada, fiquem em casa ou no carro. É de borla e têm privacidade.

Não estou a pedir muito. A sério que não.

.:. Patricia às 12:08
link | comentar | ver comentários (6)
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Pode dizer-se que está mesmo frio quando...

...numa reunião de trabalho algo formal, uma das intervenientes está agarrada a um saco de água quente. (Não, não era eu.)

.:. Patricia às 13:50
link | comentar | ver comentários (2)

Contacto

E-mail


Twitter


Facebook


Formspring.Me

Ultimamente

Primavera

Perguntem...

A propósito de nada em es...

Isto anda assim...

Mais de uma semana depois...

Isto acabou de me acontec...

A verdade.

A Prova dos Nove

A homossexualidade não é ...

A selva.

Pesquisa

 

Há mais tempo

Março 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Todos os dias

Subscrever

Estatísticas